Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2010

Castelo

Acreditei que dormia em um forte castelo, com profundas e concretas fundações.
Quando acordei, percebi que o castelinho era de areia e a chuva já o estava levando embora.
Corri, tentei protegê-lo, refazê-lo... Mas veio uma onda e do castelo só sobrou um buraco na praia, que a chuva incessante foi preenchendo.
Toda molhada, mareada, eu me perguntei quando a chuva pararia.
Sem resposta, adormeci acreditando em nada.