segunda-feira, janeiro 23, 2006

Impressões de um Reveillon BBB (piada interna)


Cheguei àquela cidade depois do mini-tsunami, dividi um apartamento com amigos de meia-idade, tínhamos entre nós um casal não bíblico.
Analisamos a vida de seres extraterrestres famosos, ouvimos reggae e fotografamos gringos-coxinha.
O milagroso estava entre nós, os helicópteros nos sobrevoavam, mas mesmo assim fumávamos.
Entre caminhadas, alongamentos e porres, cozinhávamos e nos alimentávamos bastante bem.
Nadando e furando ondas, desbravamos o litoral norte paulista, quase a custa da vida de um dos nossos, que felizmente foi salvo pelo Brabo herói presente.
Erramos o caminho da Praia do Cedro e chegamos à Pitangueiras e depois à Enseada. Assim, decidimos em definitivo adotar a Vermelhinha, onde passamos a virada depois de cearmos e distribuirmos presente para nossos jovens e necessitados vizinhos.
Ao final da jornada, o céu fechou de tristeza, visitamos Toninhas e partimos deixando o Milagroso à espera do verdadeiros donos.
Tempos depois eu chegaria à São Paulo sobre o agitado guincho.
Pura emoção.

Músculos