domingo, julho 30, 2017

Músculos

Doem ossos e músculos que eu nem sabia que existiam, músculos cheios de razão.
Coração, que não é disso, longe do chão, viajando, sem correr, rodopiando, nuveando, mergulhando.

segunda-feira, julho 10, 2017

Desse deste jeito

Deste jeito assim antes não, não houve antes, deste jeito, em que não consigo mudar de linha, deste jeito que parece que só teus olhos são claros, que só teus cabelos são caracóis e só tua boca é... Só teus posts inquietam, só por tuas letras há ansiedade, só por teus sons, sonhos... deste jeito antes, não... nunca na história desta mortal, não, porque desta vez, é desta vez! Deste jeito antes... não, porque agora tem as frutas da tua camisa, os graus da tua lente, o fofo... porque desta vez, há coisas inexistentes  existindo,  a cabra sorri para o horizonte: rosa, de chapéu, vinil, onde os teus são os únicos claros olhos de mergulho.

terça-feira, julho 03, 2012

Brasileirice


No meio daquela gente alegre, daquela música ritmada, do côco, das cores, daquela brasileirice toda tocando minha brasileirice latente, me senti tão feliz...

sexta-feira, julho 08, 2011

Paulista

Ontem, passeando pela Paulista, lembrei porque me encantei tanto com São Paulo, quando mudei para cá há 18 anos (!). Artistas de rua, jovens suscetíveis para bem e tanta gente diferente, caminhando, correndo, conversando, bebendo, acontecendo...
Quando passeio pela Paulista, até esqueço, por longos instantes, de tudo que não é o bom de São Paulo, só caminho com a certeza que a terra gira e o mundo sempre pode mudar.

terça-feira, maio 17, 2011

Esfriando

Comer bem (no sentido de comer o que é saudável e não o que se quer...)
Capoeira, yoga, caminhada...
Acordar cedo, ter pique, ter paciência...
Não ficar em casa sob cobertas, tomando vinho...
Tudo me é tão mais difícil quando esfria.

Invernoso

Esperando a movimentação dos carros que me impediam a passagem, olhei para o céu e vi o branco se movendo sobre aquele fundo azul... Por instantes, até me esqueci do frio.

Músculos