Postagens

Mostrando postagens de 2010
Soneto de Fidelidade

Vinicius de Moraes


De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

em sociedade

Como função de conciliadora é extenuante
Por que o ser humano é tão difícil?! Nasceu pra viver em sociedade, não sabe viver sozinho, nem conviver com os outros da sua espécie (e nem de outras!)
Conciliar opiniões, palavras, atos, sensibilidades... Ah... Que difícil!
No trabalho, no teatro, na família, no Metrô, no elevador, entre amigos... Nascimentos, educações, heranças, relacionamentos, crenças, gostos, conceitos, preconceitos, vidas, "bons sensos": DIFERENTES. Como explicar, como concordar? Como amenizar?
Discussões são tão chatas!
Que cansaço...
Alguém, por favor, me dê um bom tanto de paciência, pois meu estoque está no fim.

A Velha Belfi

Imagem
Há dias recebi o seguinte e-mail:

A Casa Belfiore encerra suas atividades
Tenho a infeliz tarefa de informar que o Bar Casa Belfiore na Rua Souza Lima está encerrando suas atividades a partir de terça-feira, 09 de fevereiro. Após mais de seis intensos e divertidos anos, os últimos Burgers foram servidos e as últimas Guinness tiradas. Agradeço a todos que por ali passaram. Staff, amigos e clientes que de alguma maneira contribuiram para a maravilhosa história desse lugar e para as recordações que ele nos deixa. Histórias e lembranças não vão faltar.
Gostaria de aproveitar a oportunidade para avisar que logo mais vocês receberão a feliz notícia da inauguração do meu novo restaurante. Espero por todos vocês lá!
Abs,
Diego Belda


Não poderia deixar de registrar: na velha Belfi, passei belos momentos, que ficarão para sempre gravados em minha nostalgia.



Wander

O Santo Cupido

Imagem
Teatro: O Santo Cupido
+ 2 sábados: 20 e 27 de fevereiro de 2010
às 21:00 hrs.
Teatro Studio 184 (Praça Roosevelt 184 - centro de São Paulo - px igreja Consolação). Estacionamento ao lado.

Sinopse
Uma pequena cidade no interior de São Paulo, em plena década de 1930, é palco dos medos e inquietações que despertam os mais intensos sentidos revolucionários de uma sociedade individualista e ambiciosa, onde os interesses pessoais, a aparência e o lucro parecem estar acima de qualquer significado espiritual. O estopim desses conflitos é a chegada de um padre e de um seminarista. O santo cupido desperta desejo nos jovens da sociedade cafeicultora. Revoltas e muitas descobertas transformarão a vida daquelas famílias, retirando máscaras.

Elenco: André Homs, Cax Nofre, Christe Klein, Dani Abelin, Gabriela Portieri, Paulo Moraes, Rafael Hernandes e Theo Moraes
Texto: Paulo Moraes
Direção: Maithê Alves
www.atoresdeanga.com.br

E...

Não bastasse a chuva, o castelo agora me soterra.

Castelo

Acreditei que dormia em um forte castelo, com profundas e concretas fundações.
Quando acordei, percebi que o castelinho era de areia e a chuva já o estava levando embora.
Corri, tentei protegê-lo, refazê-lo... Mas veio uma onda e do castelo só sobrou um buraco na praia, que a chuva incessante foi preenchendo.
Toda molhada, mareada, eu me perguntei quando a chuva pararia.
Sem resposta, adormeci acreditando em nada.